Propriedade leiteira e gestão eficiente

Seja em uma propriedade leiteira, fazenda, ou tambo, cada vez mais é necessário um controle criterioso da Gestão.  Independente do tamanho da produção, quem busca melhorar os resultados precisa ficar atento às tarefas da Administração do Negócio.

Todo bom administrador sabe que para fazer uma ótima gestão são necessários alguns pré-requisitos. Além de contar com ferramentas eficientes, é preciso ter foco e planejamento.

Essa premissa está voltada para qualquer atividade de mercado, inclusive para a pecuária leiteira. É necessário entender que, independentemente do local no qual a produção está alocada, é muito importante lançar mão de uma boa administração para que o negócio prospere e seja sustentável.

Seja uma fazenda, um tambo ou uma propriedade leiteira, cada uma com as suas peculiaridades, é relevante entender que a atividade seja encarada como um empreendimento e que os processos administrativos influenciam na lucratividade do negócio e devem ser levados em consideração pelo produtor de leite.

Para que isso aconteça, é necessário colocar em prática ações que sustentam um negócio, como por exemplo: planejamento; controle de custos e processos; incentivo aos colaboradores (mesmo sendo membros da família), para participar da busca por resultados positivos; desenvolvimento técnico e tecnológico; entre outras.  

Como em qualquer empresa, a propriedade leiteira, tambo ou fazenda, precisa de uma gestão eficiente dos processos para alcançar a lucratividade, e os fatores que influenciam nos resultados são os mais diversos, como citaremos a seguir.

Dar atenção à terra, ao mercado, à disponibilidade de capital, ao trabalho e ao conhecimento necessário para gerir a atividade leiteira, por exemplo, influencia positivamente na produção. É necessário ter cautela nos resultados de cada um desses fatores para que a performance seja a melhor possível.

Na bovinocultura de leite, um dos problemas enfrentados é a falta de controle de gastos e custos, o que influencia no lucro final. Para aumentar a lucratividade, o gestor necessita estar ciente do quanto gasta para produzir leite, entendendo e acompanhando todos os indicadores que envolvem os custos de produção. Gerenciar as despesas de forma separada, gostos da propriedade X gastos particulares, é uma boa prática a ser implantada para identificar o cenário real da propriedade e o custo real de produção. 

Mesmo sendo uma pequena propriedade consistindo basicamente em uma sala de ordenha e um estábulo, um bom gestor também deve focar no controle da qualidade do leite, acrescida do cuidado próximo com a alimentação e saúde dos animais.

Independente do tamanho da propriedade leiteira, a organização de todo o sistema produtivo influencia nos resultados. Desde o espaço destinado à produção até as pessoas que participam do processo, tudo deve ser organizado pensando em aumentar a produtividade e, consequentemente, o lucro.

Controle da propriedade leiteira: caderno ou ferramenta digital?

Gerir uma propriedade não é simples, e fazer um bom gerenciamento e acompanhamento torna-se um grande desafio para os produtores.

Para controlar a gestão da propriedade, é comum aplicar os mais diversos métodos de administração da atividade. Isso vai depender do perfil administrativo de cada produtor. 

Dentre as informações relevantes para a gestão, estão: a quantidade de dinheiro que entra e sai da propriedade leiteira, a saúde dos animais, o controle de inseminação e gestação das vacas, acompanhamento da quantidade de leite produzida, gestão de pessoas, etc. 

Para reunir e analisar essas informações, dois métodos destacam-se. Um deles é o tradicional caderno de controle, que consiste em colocar todos os gastos no papel, ou “na ponta do lápis”. As anotações devem ser arquivadas para serem consultadas posteriormente, na busca de compilar os dados para entender os cenário da propriedade leiteira.

O outro método utilizado para reunir as informações é o uso das ferramentas digitais. Cada vez mais os softwares chegam ao campo como uma solução inovadora para a gestão da propriedade leiteira. Essas plataformas reúnem em um só lugar todos os dados necessários para que o produtor acompanhe a rotina da atividade leiteira com eficiência, trazendo a informação de forma rápida.

propriedade leiteira

As principais dificuldades de um controle manual

O controle manual pode ser definido como método positivo para aqueles que preferem a escrita. Porém, como desvantagem, há o problema da organização dos dados. Como são diversos indicadores que devem ser analisados, o produtor precisa de vários cadernos/papéis de anotações, além de nunca se esquecer de mantê-lo consigo durante o trabalho.

As folhas de anotações devem ser guardadas em um local seguro para que nenhuma se perca ou se deteriore, já que todos os dados são essenciais para fazer a rotina mensal e anual de gestão que será explicado mais adiante nesse artigo.

Outro ponto é a necessidade do uso de pastas e etiquetas para organizar as informações da propriedade leiteira, classificando-as por mês, ano e categoria do dado (como por exemplo: despesas variadas, gastos com saúde, investimento e manutenção de equipamentos, qual animal foi inseminado, qual data tem parto previsto, quanto de ração têm em estoque, etc.).

Por fim, com o controle manual da propriedade leiteira, o produtor precisa ter atenção ao fazer as anotações para que não haja nenhum erro, afinal estes dados precisam ser compilados periodicamente para a tomada de decisões e gestão da atividade. Erros ou extravio de anotações podem comprometer a eficiência dos processos. 

Diante dessas dificuldades, a tecnologia entra em cena como uma grande aliada do produtor de leite. A escolha por softwares que forneçam e concentrem o maior número de informações possíveis sobre a propriedade leiteira, de forma organizada e intuitiva, facilita e ajuda na rotina administrativa da atividade. 

Estes softwares que podem ser utilizados tanto em computadores como em formato de aplicativos para celular são os mais indicados, pois oferecem maior mobilidade, facilitando para o produtor acessar seus dados em qualquer local da propriedade leiteira ou fora dela.

Propriedades que não contam com uma boa conexão com internet também podem se beneficiar com eles, fazendo uso de acesso off-line (sem conexão). Estas plataformas garantem a avaliação dos indicadores de gestão, mantendo os dados salvos e seguros, sem interferir na rotina de produção caso um celular ou computador sofra algum defeito ou dano.

O fato é que, para ter melhores resultados, é preciso buscar novas tecnologias. Cada vez mais se faz necessário que o produtor tenha acesso e saiba interpretar as informações do seu rebanho para que a propriedade de leite seja eficaz e rentável.

Dados como data de cio, quantas inseminações já foram feitas pós parto e o período voluntário de espera são informações essenciais a serem acompanhadas para alcançar os melhores resultados. Da mesma forma a taxa de serviço, concepção e prenhez são indicadores essenciais a serem analisados para saber se o processo de inseminação está realmente eficiente. 

Como escolher o melhor software para sua propriedade leiteira:

  • Descubra as reais necessidades da sua propriedade.
  • Observe as facilidades de uso. 
  • Observe se o software possui disponibilidade em nuvem (internet), para acessar de qualquer lugar.
  • Prefira por softwares que tenham acesso por aplicativo com uso sem internet. 
  • Atente-se quanto ao suporte oferecido pela empresa.
  • Escolha um software que se mantenha atualizado.

    Leia Mais: Como escolher um software de gado de leite

Sistema Mais Leite

Teste gratuítamente por 30 dias

Você Também pode gostar