Como escolher um software de gado de leite

Software para gestão de gado de leite vale a pena?
Como escolher o melhor sistema de gestão?
Quais as diferenças entre Software de gado de leite grátis e uma versão paga?

Rumo à Pecuária 4.0

Mudanças na gestão de qualquer negócio requerem coragem e também um olhar visionário. A rotina da propriedade requer acompanhamento em todos os processos, nos manejos reprodutivos e sanitários, aos controles financeiros. 

Deixar o caderno e as planilhas de lado e migrar para um software para gado de leite é um grande passo para a modernização da gestão da propriedade rural e para obtenção de resultados melhores.

Ainda é comum encontrar uma resistência quanto ao uso da tecnologia para auxiliar no processo de gestão da propriedade. Por outro lado, as ferramentas estão cada vez mais simples de utilizar, como foco em permitir que todos tenham acesso a Pecuária 4.0. 

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) publicou uma pesquisa na qual afirma que, até 2034, o setor agropecuário desempenhará um papel mais multifuncional. Algumas previsões envolvem um maior uso de conhecimentos, tecnologias e inovações. E o que se percebe é que essas mudanças acontecem cada vez mais rápido.

As ferramentas disponibilizadas pela tecnologia da informação possibilitam que a gestão das fazendas seja aprimorada pelos gestores. Essas ferramentas auxiliam o processo de tomada de decisões, reduzem custos e melhoram a comunicação com clientes, fornecedores e prestadores de serviços.

Contudo, antes de escolher qual software de gado de leite é o mais indicado para a sua propriedade, é necessário saber o que pode alcançar com a utilização desta tecnologia, como por exemplo: organizar às informações, aumentar o lucro ou acompanhar melhor a gestação dos animais do rebanho.

Veja abaixo um depoimento que quem utiliza um software de gado de leite:

Software é só para grandes propriedades?

Implantar um sistema de gestão faz parte da evolução de uma propriedade. Assim, na medida em que ela vai crescendo, algumas necessidades aparecem, fazendo com que a adoção de novas tecnologias sejam indispensáveis.

Engane-se quem pensa que apenas grandes propriedades podem usar softwares de gestão em seu dia a dia. Com um sistema de gestão ajudando o produtor na tomada de decisão a propriedade só têm em ganhar, em organização dos dados e resultados.

Um sistema de gestão é uma solução voltada para a automação de diversas tarefas dentro da propriedade. Os softwares mais modernos usam uma solução feita na nuvem, ou seja, em uma plataforma online e totalmente integrada, que não requer a instalação da ferramenta no computador da propriedade, além de contarem com opção de aplicativo.

Seja qual for o tamanho da sua fazenda ou propriedade, fazer uma gestão eficaz é primordial. Um gestor lida todos os dias com altos volumes de informação, de vacas a serem inseminadas, datas de pré parto e parto, secagem, período de carência, entre outros, além de toda a gestão financeira.

 

Errar a data de um manejo, esquecer de pagar um boleto, perder um cio, são exemplos que impactam diretamente no financeiro da propriedade. Um software de gestão vem para ajudar e tornar todo este processo de gestão mais simples, automatizando processos, ajudando a organizar a rotina da propriedade. 

Passos para escolher um software de gado de leite

Todo negócio deseja ser lucrativo e com o uso de um software de gado de leite atingir esse objetivo fica mais fácil, uma vez que o software irá contribuir para uma análise mais profunda da propriedade, aumentando a sua agilidade na execução de tarefas e padronizando atividades. 

Mas como escolher qual o melhor software de gado de leite para a sua realidade? 

1- Custo-benefício

É preciso que você observe o quanto este ou aquele sistema vai realmente ajudar você em sua empresa. Diversos processos podem ser automatizados dentro da propriedade, por isso, defina processos que são prioridade para você. 

O sistema precisa ser bem completo, com soluções simples, inovadoras e que sejam facilmente implantadas na propriedade, tudo isto por um preço justo.

2- Praticidade 

O software escolhido deve acompanhar a rotina da sua propriedade de forma prática. Assim, escolha sistemas que também dispõem de aplicativo para o celular, e que funcionem mesmo sem internet, assim você terá sempre acesso as informações da sua propriedade, indiferente do lugar que estiver. 

Um software simples também garante que todos os gestores ou colaboradores da propriedade vão ter facilidade em trabalhar com o sistema.

 3- Funções oferecidas


Observe se a plataforma oferece todas, ou a maioria, das funções que você precisa para fazer uma boa gestão da sua propriedade e do seu rebanho.

Dentre elas:

 – Gestão Reprodutiva: Controle das inseminações, secagens, partos, fichas, indicadores e histórico dos animais, entre outros. 

– Gestão Sanitária: Controle dos manejos sanitários do rebanho, datas das atividades, avisos de reforço e períodos de carência.

– Controle de produção: Controle leiteiro, com registro da produção do rebanho, divisão de lotes para nutrição, históricos de produção e indicadores individuais.

– Gestão do Estoque: Entradas e saídas, preferencialmente já realizando as baixas de forma automatizada, como a baixa de um sêmen no estoque ao realizar uma inseminação. 

– Gestão financeira: Controle das entradas e saídas, com um fluxo de caixa organizado e um demonstrativo dos custos. Alertando o gestor dos pagamentos a serem realizados.

– Gráficos e relatórios: O software deve disponibilizar a compilação dos dados de forma simples e clara, para facilitar o entendimento e identificação de ações a serem adotadas. 

4- Atualizações

É extremamente importante que o software se mantenha atualizado, sempre melhorando suas funcionalidades, trazendo cada vez mais facilidade ao seu usuário ou corrigindo eventuais problemas.

Cuidado com “softwares de prateleira”, que depois de criados não recebem mais atualizações. Um software desatualizado pode causar mais prejuízos do que benefícios.

5- Suporte e Pós Venda

Escolha um sistema que ofereça um acompanhamento de qualidade para lhe auxiliar sempre que necessário ao longo da parceria estabelecida. 

Certamente no início, muitas dúvidas vão surgir e será preciso essa interação com a equipe de atendimento para que tudo ocorra como esperado. Além disso, você ficará muito mais tranquilo sabendo que existe um profissional pronto para lhe atender.

6- Segurança de dados

Os dados armazenados no software precisam estar seguros, tanto para que o produtor não os perca, quanto para que informações não sejam “vazadas”. 

Softwares que utilizam o modelo web utilizam uma serie de backups automáticos para garantir a segurança dos dados. Assim mesmo que seu computador estrague ou seu celular quebre, você terá seus dados armazenados e seguros, podendo acessar na hora em outro equipamento. 

7- Teste gratuito
 
Faça testes do sistema, isso permitirá que você tenha um feedback em relação à usabilidade do sistema, as funcionalidade positivas e negativas e como ele poderá ser útil no dia a dia.
 
software de gado de leite

Linha do tempo: de caderno a aplicativos, a evolução da gestão leiteira

A evolução da gestão das propriedades de leite acompanha a evolução da tecnologia no campo.

As rotinas de gerenciamento das propriedades no Brasil iniciaram em meados da década de 1970. Começou-se com alguns produtores utilizando fichas individuais por animal para fazer o controle da produção de leite, reprodução e da saúde do rebanho.

Logo, outros produtores tornaram-se adeptos dos registros diários. Além dessas informações, foram adicionados dados sobre despesas e receitas, que auxiliavam o produtor a ter um controle maior não só do sistema produtivo, mas também de suas finanças.

software de gado de leite

Essas informações eram utilizadas como base para tomar decisões dentro e fora da propriedade, mas como era feito manualmente, todo o processo era muito trabalhoso e demandava muito tempo do produtor para fazer um acompanhamento correto.

Com o avanço e popularização da informática, novas ferramentas de gestão foram implementadas. Uma das primeiras foram as planilhas, geralmente em Excel, por meio das quais, os produtores lançavam os indicadores, demandando um período de tempo do produtor para serem preenchidas.  

O problema dessas planilhas era que, além de indicadores sem padrão, ficava evidente a necessidade de o pecuarista saber utilizar a ferramenta, trabalhar com fórmulas, fazer comparativo entre os dados e cruzar informações para análises administrativas, o que demandava muito tempo e dedicação do produtor, tirando o foco dos afazeres diários da atividade leiteira. 

Todavia, a tecnologia passou por mais um avanço. Nesse momento, foram criados novos programas para serem instalados nos desktops (computadores). Então, surgiram os softwares de gado de leite para computadores. 

Neles, as informações passaram a ser lançadas de forma mais organizada, integrando sistemas, gerando relatórios das atividades e, assim, facilitando a análise dos dados pelo produtor de leite para a tomada de decisões mais assertivas. Porém, os computadores eram grandes e precisavam ficar parados no escritório que, geralmente, estavam distantes do local da produção de leite, dificultando o lançamento imediato de dados. 

Com o advento da internet, esses softwares foram adaptados tornando softwares WEB, passando a serem usados na rede. Assim tornou-se possível acessar a plataforma e as informações contidas nela, de qualquer local do Planeta. Para isso, bastava ter acesso à internet, já que era necessário estar on-line.

Com os recursos dos aparelhos celulares, cada vez mais democratizados e próximos às funções do computador, adaptou-se os softwares de gestão agropecuária para aplicativos. Assim, foram criados os apps de gestão da propriedade leiteira, que até hoje passam por constantes evoluções e vêm tornando-se cada vez mais leves, intuitivos e ao mesmo tempo robustos, com o objetivo de facilitar a vida do produtor de leite, oportunizando acesso rápido aos dados, relatórios e planilhas de forma rápida e segura, de forma on-line e até mesmo off-line.  

Não tem como negar que a tecnologia “mobile” é uma inovação no mundo da bovinocultura de leite e um caminho sem volta, de acordo com os especialistas em gestão agropecuária. Ela vem romper processos antigos e inovar o modo como os produtores de leite relacionam-se com o trabalho, estimulando-os a encararem a atividade leiteira de forma profissional, já que lidam com os dados e com o tratamento de informações que remetem a uma administração geral da propriedade, contemplando indicadores de gestão global da produção.

Software de gado de leite grátis vale a pena?

No mercado, há diversos sistemas gratuitos e pagos, instalados no computador ou que são WEB (nuvem-internet), com ou sem aplicativo. À primeira vista, parece que a única diferença entre eles está no valor investido para o seu uso, mas há fatores que devem ser considerados na escolha da melhor plataforma.

Os softwares de gado de leite gratuitos podem ser uma boa oportunidade para aquele produtor que deseja começar a organizar a gestão da propriedade, mas no momento não tem recursos para investir na aquisição de uma ferramenta especializada. 

Os softwares gratuitos geralmente atendem apenas superficialmente as necessidades de uma propriedade ou fazenda leiteira, é muito comum encontrar limitações nas funções, na forma de acessar os dados ou um limite de quantas informações podem ser cadastradas. 

Geralmente estes softwares ou aplicativos gratuitos não disponibilizam atendimento ao cliente ou uma maior segurança com backups das informações, ficando a informação salva apenas no dispositivo que a ferramenta foi instalada. 

Por outro lado, o software de gado de leite pago oferecem os recursos mais comuns em softwares gratuitos, além de outros específicos que são relevantes para fazer uma boa gestão da propriedade, como mencionado acima.

Na escolha entre softwares pagos e gratuitos é importante avaliar em qual momento minha propriedade está, se quer apenas organizar os dados para tirar do papel um software gratuito vai ajudar, agora se a propriedade pensa em crescimento e na melhora dos resultados um software pago vai se encaixar melhor as necessidades desta propriedade. 

Softwares pagos devem ser visto com um investimento, que se pagam ao longo da utilização. Por exemplo, perder o controle dos prazos e secar uma vaca 1 mês antes da data correta gera uma perca estimada em  R$ 1.500,00, considerando que esta vaca produza 25 litros dias e o litro a R$ 2,00. 

Para você R$ 1.500,00 a mais no final do mês faz diferença?

Quer melhorar os RESULTADOS de sua propriedade leiteira?

Com o Mais Leite é Simples. Você têm o controle zootécnico e financeiro tudo de forma prática pelo computador ou celular e ainda registra os dados até mesmo sem internet.

Cadastre o Rebanho e tenha os indicadores na palma da mão.

Crie um Calendário de Atividades e receba alertas das principais tarefas do dia.

Manejos sanitários, partos, secagens, inseminações chega de ter prejuízo por esquecer de fazer algo.

Gerencie todas atividades em um só lugar. Veja, na função Financeira você tem o controle de entradas, saídas, previsões de receita, custos, estoque e muito mais.

E para resumir tudo isso você conta com um painel de indicadores, Gráficos e Relatórios personalizados para ajudar você a melhorar os RESULTADOS e a lucro da sua propriedade. 

Mais leite um jeito simples de fazer gestão leiteira

Faça um teste grátis agora!

 

Você Também pode gostar